Conheça a história da Campanha de Combate aos Incêndios da ABAG/RP

3 agosto 2020
MMT

Em junho de 2014, quando a Estação Ecológica de Ribeirão Preto-SP, mais conhecida como Mata de Santa Tereza, foi atingida por um incêndio que destruiu mais de 50 hectares de vegetação, a ABAG/RP começou a articular um trabalho de comunicação e educação voltado para a prevenção aos incêndios.

No ano seguinte, 2015, a Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios foi lançada, em parceria com usinas e produtores rurais reunidos em cooperativas, associações e sindicatos rurais.

Histórico da Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate aos Incêndios

De 2015 a 2018, o esforço foi feito no sentido de desassociar a ocorrência de fogo sem controle das queimas controladas, que eram permitidas por lei, à época. O slogan usado no período foi: “Incêndio: diferente de queima controlada”. Peças publicitárias foram criadas para a comunicação offline: outdoors, busdoor e placas de estradas. O mote usado foi: “Consciência e Responsabilidade: a melhor Prevenção”. As placas de estrada foram desenhadas com o diferencial de levar, além da mensagem da prevenção, o número do telefone do Corpo de Bombeiros e da brigada contra fogo da unidade industrial mais próxima, com o objetivo de abreviar, ao máximo, o início do combate ao fogo.

Para trabalhar a educação foram editadas duas cartilhas. Uma criada especialmente para distribuição para escolas, colaboradores das usinas, cooperativas, e a comunidade em geral. A outra, foi produzida exclusivamente para produtores rurais, para orientá-los sobre boas práticas e medidas que devem ser adotadas para que se salvaguardem quando da ocorrência de um incêndio no que tange a determinação do nexo causal e da eventual aplicação de penalidades. Nestes 5 anos, mais de 160 mil cartilhas impressas foram distribuídas.

Com a Campanha foi estimulada a troca de experiências entre as brigadas das empresas, destas com outras das cidades da região, inclusive naquelas onde inexiste o corpo de bombeiros, e até com a Polícia Ambiental.

A partir de 2018 a Campanha foi mais focada na prevenção, com as mensagens: “Incêndios: Previna” e “Incêndios: Prevenir é dever de todos”. Foram criados filmes lúdicos em 3D, com 15 segundos de duração, baseados em situações cotidianas, potencialmente causadoras de incêndios: atear fogo em lixo, ou para limpar o mato, atirar bitucas de cigarros acesas, acender fogueiras para lazer, ou até mesmo o ato criminoso de atear fogo no campo em qualquer forma de vegetação, em área própria ou de terceiros.

A Campanha, veiculada em emissoras regionais, foi finalista do FestVídeo 2018, o maior festival de vídeo publicitário do interior do país.

6ª edição da campanha tem novidade

Os parceiros da Campanha de 2020 são: ABAG/RP, Associação dos Fornecedores de Cana de Guariba – Socicana, Grupo Biosev, Grupo Pedra Agroindustrial, Grupo São Martinho, Grupo Tracan, Organização de Associações de Produtores de Cana do Brasil – Orplana, Sindicato Rural de Morro Agudo, Tereos Grupo Empresarial, Ipiranga Agroindustrial, Usina São Francisco, Usina Santa Fé e Usina Santo Antônio – Grupo Econômico Balbo.

Risco de incêndio 26/08 Risco de incêndio 27/08 Risco de incêndio 28/08

Em 2020, a novidade da campanha é a incorporação de tecnologia para informar, educar e ajudar a prevenir os incêndios. Para isso ABAG/RP, usinas e produtores rurais fecharam uma parceria com a Somar Meteorologia para fazer um levantamento sobre as áreas mais suscetíveis aos incêndios em todas as regiões do Estado de São Paulo.

+ LEIA MAIS: Campanha contra incêndios tem indicativo das áreas mais suscetíveis

Esse índice baseia-se exclusivamente em fatores meteorológicos, previstos e observados, e não faz uso de dados coletados de incêndio.  É importante lembrar que devido a ações antropogênicas, os incêndios podem ocorrer em áreas onde o índice não indicou condição favorável ao fogo.

“Indicativo de Incêndios” tem níveis de severidade representados por cor: amarelo (baixo), laranja (alto) e vermelho (alerta). O índice será aferido por cinco meses, de junho a novembro de 2020, os meses considerados mais secos do ano.

Os mapas gerados poderão ser consultados, diariamente, no hotsite da Campanha, nas mídias sociais da ABAG/RP e nas mídias sociais do Grupo Tracan (FPT Tracan, TMA e Tracan), de segunda, quarta e sexta.

Via ABAG/RP

Artigos relacionados

17 junho 2020

Com mais recursos e melhores condições de financiamento, Plano Safra 2020/2021 terá R$ 236,3 bilhões

O governo federal lança nesta quarta-feira (17), no Palácio do Planalto, o Plano Safra 2020-2021, que contará com R$ 236,3 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional, um aumento ...