TMA desenvolve primeira transplantadora de mudas pré-botadas totalmente automatizada

20 novembro 2018
Administrator

Pioneira no desenvolvimento de plantadoras de mudas de cana-de-açúcar, a TMA Máquinas inova mais uma vez ao fabricar a primeira Transplantadora de Mudas Pré-Botadas totalmente automatizada: a TMPB 6.500.

Um processo que se iniciou em 2016, com a concepção da máquina, e tem sido desafiador desde então, do projeto em si até os testes de campo, como conta o consultor de P&D da TMA, Gabriel Castro.

“O nosso desafio foi o de desenvolver uma máquina totalmente automatizada para atender tanto ao estabelecido na Norma Regulamentadora 32 -  NR 32, que dita as diretrizes básicas para a proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores, quanto para otimizar o tempo e a qualidade do plantio das Mudas Pré-Brotadas, que mudaram a forma de plantar a cana-de-açúcar no mundo”, disse.

O pedido partiu da diretoria do Grupo Tracan, ao qual pertence a TMA Máquinas, e do o Grupo São Martinho, que está entre os maiores grupos sucroenergéticos do mundo, com capacidade aproximada de moagem de 24 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. O Grupo São Martinho tem investido fortemente na produção de MPB, que proporciona maior uniformidade nas linhas de plantio, redução de falhas em relação ao sistema convencional de implantação do canavial e redução na quantidade de mudas transportadas para o campo. Sem falar dos ganhos com fitossanidade, já que durante a produção a muda recebe tratamento químico.

TMPB 6500

“Foi dessa demanda que surgiu a máquina. Toda concepção, desenvolvimento e tecnologia foi desenvolvida pela equipe de P&D da TMA. O protótipo está em campo desde novembro de 2017, sendo validado pela equipe da São Martinho e o Núcleo de Ensaios de Máquinas e Pneus Agroflorestais (NEMPA), da Unesp Botucatu. O avanço já permite dizer que a máquina, em breve, será comercializada”, acrescentou o consultor.

+ LEIA MAIS: Agrishow 2018 marca história da TMA

O projeto de criação da TMPB 6.500 fez parte do PAISS (Plano de Apoio Conjunto à Inovação Tecnológica Agrícola no Setor Sucroenergético), do Finep (Financiadora de Estudos e Projetos) – Inovação e Pesquisa, que foi criado para fomentar projetos de desenvolvimento, produção e comercialização de novas tecnologias industriais voltadas ao processamento da biomassa oriunda da cana-de-açúcar.

Artigos relacionados

30 julho 2018

Primeira transplantadora de mudas pré-brotadas totalmente automatizada é fruto de muita pesquisa

Sempre pronta a inovar para oferecer ao produtor rural tecnologia de alto rendimento, a TMA foi buscar fora do Brasil inspiração tecnológica para desenvolver a primeira Transplantadora de Mudas Pr...